Salmonela

Como posso prevenir a Salmonela?



Seguir as regras básicas de higiene durante a preparação de alimentos é muito importante. Os ovos e a carne devem ser cozinhados corretamente para serem consumidos em segurança.

A maioria dos casos de toxinfeção alimentar é causada por bactérias de alimentos crus que entraram em contacto com alimentos prontos a consumir. A salmonela é um tipo de bactéria que pode causar uma doença chamada salmonelose nos seres humanos. É uma causa comum de surtos de doenças de origem alimentar e todos os anos são comunicados mais de 91.000 casos de salmonelose na Europa.

Nos alimentos, a salmonela encontra-se principalmente nos ovos e na carne crua de porco, peru e galinha. Pode propagar-se aos seres humanos através de alimentos contaminados.

Os sintomas da salmonelose humana incluem febre, diarreia, e cólicas abdominais. Se infectar a corrente sanguínea, pode ser fatal.

“Em casa, pode ajudar a prevenir a infeção por Salmonela, cozinhando adequadamente os ovos e a carne. Seguir as regras básicas de higiene ao preparar alimentos, tais como lavar regularmente as mãos e manter os alimentos crus longe de produtos cozinhados também reduzirá os riscos de doenças de origem alimentar,”.


“Em casa, pode ajudar a prevenir a infeção por Salmonela, cozinhando adequadamente os ovos e a carne. Seguir as regras básicas de higiene ao preparar alimentos, tais como lavar regularmente as mãos e manter os alimentos crus longe de produtos cozinhados também reduzirá os riscos de doenças de origem alimentar,” diz Valentina Rizzi, microbiologista alimentar da EFSA


Os cientistas europeus têm também analisado atentamente os riscos associados aos agentes patogénicos que podem contaminar alimentos, tais como frutas, vegetais, cereais e especiarias. De entre as principais combinações de alimentos e agentes patogénicos destacam-se a Salmonela e as verduras à base de folhas que são consumidas cruas, seguidas de Salmonela e os legumes de bolbo e caule, como cebola e espargos.

A UE e os parceiros nacionais estão envolvidos na proteção dos consumidores contra a Salmonela. A colaboração entre os Estados-Membros da UE, a Comissão Europeia, o Parlamento Europeu, a EFSA e o ECDC (Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças) levaram a programas bem-sucedidos para controlar a propagação da Salmonela nas aves de capoeira e reduzir a contaminação.